Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada".

27
Jun 09
Eleições Legislativas a 27 de Setembro.
Eleições Autárquicas a 11 de Outubro.
Assim... Let´s the show begin.
publicado por mparaujo às 16:27

A PT, já há alguns anos, conseguiu desmistificar e alterar a sua imagem e identidade empresariais, no sentido de se mostrar como uma empresa competitiva, de referência e de excelência. Conseguiu-o, à custa de uma comunicação e marketing muito forte.
De repente, por uma questão, meramente, política (e de ética, também), o Governo descredibiliza e anula uma imagem de marca e de referência: a PT é a mais prejudicada no processo.
A ver vamos, até que ponto, este processo significa o princípio do fim da imagem governativa. Em Setembro, logo se verá...
publicado por mparaujo às 16:18

24
Jun 09
Mudam-se os tempos, mudam-se os ditados, perdem-se as tradições (e os valores).
Antigamente: "Se não os consegues vencer, junta-te a eles".
Hoje: "Se não os consegues vencer... compra-os" (e controla-os).
A PT passa a "testa de ferro do governo", com a pretensão de aquisição de capital da TVI (Media Capital).
É conhecida a incompatibilidade de Sócrates com a TVI (e é sabido como tudo o que contraria o Sr. Primeiro Ministro é contra-poder, forças ocultas, difamação - mesmo que sejam factos, notícias, direito e dever de informar).
São conhecidos os recentes episódios (caricatos) da Entidade Reguladora da Comunicação face à informação da TVI.
Portanto... para que não haja mais chatices, o melhor é mesmo COMPRAR para controlar (como se já não bastasse a Televisão Pública do Estado, vulgo RTP).
publicado por mparaujo às 23:35

20
Jun 09
Pretendia cumprir, escrupulosamente, os três dias de luto decretados em Aveiro, pelo falecimento dessa figura ímpar - Dr. Carlos Candal.
Mas também não podia deixar de registar, as quase bodas de prata do Diário de Aveiro (com o qual tenho estado em falta, por manifesta falta de oportunidade).
Mas reconhecidamente... PARABÉNS pelo 24 anos de existência.
publicado por mparaujo às 18:42

18
Jun 09
Muitas vão ser as vozes que se levantarão e se ouvirão para, com muito mais legitimidade que eu, falar sobre o Dr. Carlos Candal.
Uns por razões familiares e afectivas, outros por razões partidárias, outros por...
Pela minha parte, a minha mais sincera e digna homenagem vai para o ILUSTRE Aveirense, para o Homem da Liberdade e da Democracia. Para o Homem Político (muito para além do "partidário").
Com ele convivi, directamente, poucas vezes, mas nas que tive a oportunidade, foram demasiadamente enriquecedoras e marcantes para não deixar de sentir este momento.
Recordo há cerca de um ano, numa das tertúlias académicas do ISCIA que promovi e nas quais ele esteve presente, a forma como, juntamente com o Prof. Costa Carvalho, ia relatando as suas vivências académicas e as suas histórias de vida no antigo regime.
Ainda hoje me lembro de me dizer, num contexto de referências partidárias, que a minha (na altura) militância centrista era "um devaneio de juventude".
Tomara que os devaneios de muitos de nós, fossem espelho da democracia deste Ilustre Homem de Aveiro.
Hoje as palavras fazem todo e qualquer sentido: a política, a democracia e a liberdade ficaram mais fragilizadas. E Aveiro ficou muito mais pobre.
publicado por mparaujo às 18:24

11
Jun 09
Ainda no rescaldo das eleições europeias do passado dia 7...
Se é certo que o acto eleitoral em causa pretendia, exclusivamente, eleger os 22 deputados que representarão (espera-se) Portugal em Bruxelas, também não é menos verdade que a campanha, o sentido de voto dos portugueses e os resultados verificados têm tudo a ver menos com o Parlamento Europeu. Na prática foram muito poucos os portugueses que votaram conscientemente para a eleição europeia.
E este é um facto, somado ao desaire do PS nestas eleições (derrota à direita, à esquerda e na abstenção), que o Primeiro Ministro José Sócrates não pode esconder, por mais que o tente.
A verdade é que nenhum partido da oposição "exigiu" a demissão do governo (a tão curto espaço de tempo das legislativas, era perfeitamente surrealista).
Mas a verdade é que estas eleições foram marcadas pela insatisfação para com o governo. E quem o determinou foi uma campanha arredada do tema EUROPA (por todos os partidos) e o voto expresso dos portugueses.
A este facto acresce ainda a insatisfação dentro do próprio PS, com uma abstenção demasiado elevada, em grande parte provocada pela necessidade de muitos socialistas marcarem, também, a sua posição de desagrado: entre o votar PS contrariados, muitos, mas muitos mesmo, optaram por não votar.
Por mais que José Sócrates se esforçe por contrariar o óbvio, o que é certo é que estas europeias não foram mais do que umas "primárias" para Setembro (legislativas).
Mesmo que nessa altura o contexto possa ser diferente... resta saber se para melhor ou pior.
publicado por mparaujo às 21:50

10
Jun 09
Hoje é...
Dia de Portugal, das Comunidades Portuguesas e de Camões.
Hoje é... 10 de Junho.
Dia onde se deveria (re)pensar Portugal, quer interna, quer externamente. A sua estratégia, a sua importância, a sua identidade.
Sem demagogias, sem pensar apenas no passado, mas com este pensar o presente e projectar o futuro.
Reflectir, por exemplo, porque é que os cidadãos se alheam das causas e da política. Porque se perdem os valores como a solidariedade, a justiça, a educação.
Reflectir, por exemplo, como é possível fazer-se uma campnha para umas eleições europeias, sem falar da europa, do seu papel, da integração e da posição de Portugal no seu seio.
No fundo, pensar Portugal...
publicado por mparaujo às 12:26

07
Jun 09
Está perfeitamente actual o que escrevi no Diário de Aveiro, há uma semana atrás e que está referenciado no post anterior.
"Para PS e PSD a disputa eleitoral resume-se à imagem de umas eleições primárias. Se o PSD se aproximar, em intenções de voto, do PS, relança o combate político para Outubro e relança a hipótese de ser alternativa governativa. Se o PS marcar a sua diferença, poderá ganhar alento para retomar a suplicada maioria."

Mas há mais...
A Abstenção "votou" para o Parlamento Europeu.
Quem exerceu o seu direito de voto, votou como primárias para as Legislativas de Outubro.
As contas... cada um faça as suas!
publicado por mparaujo às 22:38

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

27 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
15
16
17
19

21
22
23
25
26

28
29
30


Visitas aos Arcos
Siga-me
links