Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

As Finanças pertencem a...

A ler os outros...
Descobri, num recente espaço informativo digital (inaugurado hoje e já devidamente linkado na coluna "Os de lá...") denominado Dinheiro Vivo, este excelente artigo sobre o perfil do próximo Ministro das Finanças: "O próximo ministro das Finanças", de Ricardo Reis.

Concordando com o que está referido, aproveito a oportunidade para expressar uma opinião que há algum tempo perfilho e afirmo, e totalmente a propósito face à constituição do próximo elenco governativo.

Teixeira dos Santos devia ser ministro das finanças.

[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] i$>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<div dir="ltr" style="text-align: left;" trbidi="on"><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">A ler os outros...</span></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Descobri, num recente espaço informativo digital (inaugurado hoje e já devidamente linkado na coluna "Os de lá...") denominado </span><a href="http://www.dinheirovivo.pt/index.html"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Dinheiro Vivo</span></a><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">, este excelente artigo sobre o perfil do próximo Ministro das Finanças: "</span><a href="http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/cieco003214.html?page=1"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">O próximo ministro das Finanças</span></a><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">", de Ricardo Reis.</span></div><div style="text-align: justify;"><br /></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Concordando com o que está referido, aproveito a oportunidade para expressar uma opinião que há algum tempo perfilho e afirmo, e totalmente a propósito face à constituição do próximo elenco governativo.</span></div><div style="text-align: justify;"><br /></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;"><b>Teixeira dos Santos devia ser ministro das finanças</b>.</span></div><div style="text-align: justify;"><br /></div><div class="separator" style="clear: both; text-align: center;"><a href="https://1.bp.blogspot.com/-icvlsLsgEJE/Tftr0wYVlyI/AAAAAAAACgo/UnZZoQU_BJY/s1600/teixeira+dos+santos.jpg" imageanchor="1" style="clear: left; cssfloat: left; float: left; margin-bottom: 1em; margin-right: 1em;"><img border="0" height="132" i$="true" src="https://1.bp.blogspot.com/-icvlsLsgEJE/Tftr0wYVlyI/AAAAAAAACgo/UnZZoQU_BJY/s200/teixeira+dos+santos.jpg" width="200" /></a></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Não digo isto com qualquer leviandade ou privado de sentido de responsabilidade ou fundamentação.</span></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Independentemente de ter exercido o cargo durante o período de (des)governação socialista, por uma questão de coerência, de respeito, de verdade e rigor políticos, é um facto que Teixeira dos Santos tem todas os requisitos necessários para exercer, novamente, o cargo:</span></div><div style="text-align: justify;"><br /></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">- conhece a realidade como ninguém e tem já a experiência do funcionamento do estado e das suas relações (recorde-se que soube afirmar, sem qualquer tipo de demagogia, que Portugal não iria ter dinheiro em Junho);</span></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">- sempre falou verdade e pautou pela transparência, mesmo contra a vontade e opinião de José Sócrates (é público) ao ponto de lhe trazer o sabor amargo político da indiferença e da desconsideração socialista (tal como a Luis Amado, embora em menor grau);</span></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">- tem capacidade técnica;</span></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">- foi um negociador eficaz com as entidades internacionais e com a UE.</span></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Por fim... também ele é independente (fazendo fé que essa começa a ser uma característica a ter em conta na elaboração do elenco governativo).</span></div><div style="text-align: justify;"><br /></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Isto sim... seria uma enorme prova de interesse nacional, de supra-partidarice, e uma volumosa maturidade política.</span></div><div style="text-align: justify;"><br /></div><div style="text-align: justify;"><span style="font-family: &quot;Helvetica Neue&quot;,Arial,Helvetica,sans-serif;">Mas infelizmente, perde-se tempo com questões, DITAS mais Nobre(s)!</span></div></div>