7 comentários:
Pois... e que triste Fado, Miguel.
Mas cá estamos, e já que cá estamos haja saúde! Bom ano de 2007, dentro do possível, o melhor!
Um abraço
Susana Barbosa a 4 de Janeiro de 2007 às 00:48

Viva Miguel:

Como dizia o "outro":
- "Cá vamos cantando... com a cabeça entre as orelhas." :-)

Meu caro Miguel eu já levo isso para uma questão genética.
O "portuga" gosta é de ver se ganha a vidinha sem fazer um chavo e, de preferência, sem usar muito a "massa cinzenta".

O insucesso escolar começa nos pais e acaba nos filhos.
A falta de exigência no cumprimento do dever começa nos pais e acaba nos filhos.


Depois, covardemente, atira-se a culpa para os governos... sejam eles quais forem.

É obvio, vemos isso até no vizinho invejoso que possamos ter ao pé da porta.

Um abraço,
José Alberto Mostardinha a 4 de Janeiro de 2007 às 00:36

caro Abel
às vezes a vida mostra-nos uma realidade muito longe da ilusão que gostamos de forçar.
Só não sei se conseguiremos não sermos os últimos e fugir da cauda.
Nem sei se a Turquia aderir conseguiremos ser melhores.
Não sei não, mesmo.
Um abraço
migas (miguel araújo) a 3 de Janeiro de 2007 às 23:59

Pois é Cristina
Também fiquei com uma dúvida interpretativa. Deve ser uma das manias, não?!
Deixares assim o povo na dúvida.
bjs
migas (miguel araújo) a 3 de Janeiro de 2007 às 23:57

xiii, escrevi uma frase sem sentido..lol.

acho que o que eu queria dizer é que o melhor de tudo é estarmos vivos:))

beijinho
Cristina a 3 de Janeiro de 2007 às 23:27

Amigo Miguel, estou a ver que lhe peguei algum do meu cepticismo! A única boa notícia é que no final de 2007, talvez já não sejamos os mais pobres da EU.

De resto, ano novo, rumos velhos!

Um abraço e feliz Ano.
AC a 3 de Janeiro de 2007 às 22:24

e que a vida sempre voltas, senão não é vida...:))

vou deixar-te um "reptil"..:P
Cristina a 3 de Janeiro de 2007 às 01:00