Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Referenda-se!

Sua Excelência, o Presidente da República falou ao país.
Curiosamente, muito desse país ouviu atentamente.
Porque sempre que fala o Presidente, o país ouve?!
Mas desta vez ouviu. Ouviu e reagiu.
11 de Fevereiro de 2007 - Referendo sobre a despenalização do aborto.
Os partidos políticos com assento parlamentar acharam bem.
Os movimentos (Não e Sim) acharam bem.
E, penso, que muitos dos portugueses que ouviram o Presidente, também acharam bem (ou não!.
Se a questão fosse apenas política, bastava legislar.
Se a questão fosse meramente religiosa (mais do que católica), permaneceria no conceito dogmático e do cânone.
Mas a questão é muito mais que isso.
É essencial e exclusivamente uma questão de convicção pessoal.
Convicção que deve ser, num acto de cidadania suprema, expressa em voto no dia 11 de Fevereiro de 2007.
Argumente-se o que se quiser, quando se quiser e como se quiser. O resto é demagogia.

2 comentários

Comentar post