Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Já não há pachorra...

O anúncio publicitário da Zon, a linha que separa tudo, quando surgiu teve alguma indiferença ou até mesmo alguma crítica.

Mas a verdade é que a publicidade ficou no "ouvido" e no léxico nacional.

Mas, como tudo neste país, nunca se consegue ficar pelo racional, pelo suficiente. É sempre no abuso, no exagero, na exaustão.

E já não há pachorra para "tanta linha que separa".

Há uma linha que separa isto, aquilo, aqueloutro e mais não sei o quê.

Até na política já usam o raio da "linha da Zon", tal como referiu António José Seguro na passada quinta-feira, 13 de Setembro, qaundo se dirigiu ao país: "Há uma linha que separa a austeridade da imoralidade e essa linha foi ultrapassada".

Será que ainda não perceberam que há uma linha que separa a paciência da irritação?!