Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

31.Jan.20

Orgulhosamente sós... See you later!

mparaujo
O Brexit passou à história... segue-se o "day after". O Reino Unido deixa hoje, definitivamente, a União Europeia às 23h00 portuguesas e inglesas (fuso GMT) e às 24h00 da União Europeia. O Brexit pode, finalmente, abrir o champanhe, sem, no entanto, recordar que "a procissão ainda vai no adro" e que há muito ainda por discutir até ao final de 2020 (pelo menos). Para já, há duas questões incontornáveis? Quem perde mais com a saída do Reino de Sua Majestade da UE? O que (...)
20.Out.19

Londres ou Barcelona? Quem está mais próximo...

mparaujo
Do ponto de vista métrico, o óbvio: Barcelona fica a cerca de 1150 kms e Londres a 2030. Mas há outra distância que importa considerar e medir: a política e social. O Brexit espelha muito mais que um simples abandono do projecto europeu por parte do Reino Unido. Reflecte a necessidade urgente de se repensar a União Europeia, coincidente com o adiamento do alargamento à Macedónia do Norte e à Albânia, seja pela reavaliação do projecto europeu em si mesmo, seja no (...)
02.Abr.17

Brexit consumado. E agora?

mparaujo
publicado na edição de hoje, 2 de abril, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Brexit consumado. E agora? Bem a propósito, “e vem-nos à memória uma frase batida: hoje é o primeiro dia do resto da tua vida”. A expressão repetida ao longo da música “O primeiro Dia” de Sérgio Godinho não podia espelhar melhor a realidade da actual conjuntura política que a União Europeia atravessa no seguimento do referendo de há um ano (24 de março de 2016) que ditou o Brexit do (...)
05.Fev.17

Notas Dominicais... (3)

mparaujo
A discussão apresenta-se interessante e pertinente. Quem ganhará mais e quem perderá mais com a administração de Donald Trump? Quais os seus impactos? O proteccionismos económico de Trump poderá virar o feitiço contra o feiticeiro e criar significativos embaraços à economia norte-americana e à actual estruturação económico-financeira mundial. Por outro lado, afigura-se evidente que, em termos políticos e sociais (internos e externos), as suspeitas e as perspectivas de um (...)
20.Jul.16

Virado do avesso

mparaujo
publicado na edição de hoje, 20 de julho, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Virado do avesso As recentes semanas têm sido, passe a expressão, de “loucos”. E não me refiro propriamente aos inúmeros e impensáveis sucessos desportivos que têm sido conquistados nos diferentes campeonatos europeus e mundiais nas mais diversas e distintas (...)
05.Jul.16

Triunvirato do "exit"

mparaujo
Nem sempre é fácil, podemos até dizer que é algo quase impossível, mas às vezes os impossíveis acontecem. Neste caso muito particular, convenhamos, há que concordar com o sempre polémico e imprevisível Jean-Claude Juncker quando o Presidente da Comissão Europeia se refere a Nigel Farage e a Boris Johnson, acrescentando eu David Cameron. Em (...)
27.Jun.16

Populismo e irresponsabilidade

mparaujo
O Bloco de Esquerda na sua X Convenção, realizada este fim-de-semana, e pela voz da sua coordenadora Catarina Martins, defende a realização de um referendo sobre a permanência de Portugal na União Europeia (Zona Euro + UE). Mesmo que não seja de forma tão linear como no Reino Unido, já que para o BE e para Catarina Martins tal referendo está dependente da aplicação, ou não, de eventuais sanções europeias por incumprimento da meta do défice em 2015, a verdade é que o (...)
26.Jun.16

A EU em estado de choque

mparaujo
publicado na edição de hoje, 26 de junho, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos A EU em estado de choque Na quinta-feira, 51,9% dos votantes do Reino Unido (Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte) decidiram-se, em referendo, pela saída do Reino Unido da União Europeia. As perguntas que rapidamente surgiram, as de maior projecção, (...)