Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

19.Nov.17

A Liberdade... na despedida

mparaujo
publicado na edição de hoje, 19 de novembro, do Diário de Aveiro Debaixo dos Arcos A Liberdade... na despedida Tudo tem um fim... seja na vida, na profissão, nas relações familiares e sociais; tudo tem um fim. Nada é eterno… apenas o fim da vida, a morte, é para sempre e, inevitavelmente, um fim. Ao fim de mais de 13 anos, publicadas cerca de 693 reflexões sobre os mais diferenciados temas, termina o meu compromisso de colaboração regular (é certo nem sempre cumprida da (...)
08.Nov.17

A democracia e a participação

mparaujo
publicado na edição de hoje, 8 de novembro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos A democracia e a participação Há um misto de pragmatismo e de retórica (a que alguns, infelizmente, acrescentam a demagogia) no que é e deve ser a participação cívica dos cidadãos no "espaço público", entendido no seu sentido lacto (a sociedade política e/ou a coisa pública). É indiscutível que a sociedade e a democracia assentam o seu desenvolvimento e a sua coesão na participação e no (...)
05.Nov.17

Não há “meias” desigualdades

mparaujo
publicado na edição de hoje, 5 de novembro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Não há “meias” desigualdades Ou há, de facto, desigualdade, diferença, discrepância no tratamento e nas oportunidades, descriminação… ou não há. Em 2016 a Comissão Europeia instituiu o dia 2 de novembro como o Dia Europeu pela Igualdade Salarial. Portugal transferiu a data que se celebrava em março para este dia, adoptando assim a decisão da União Europeia. É pena que António Costa, (...)
29.Out.17

Carta Aberta à Assembleia de Freguesia

mparaujo
publicado na edição de hoje, 29 de outubro, do Diário de Aveiro Debaixo dos Arcos Carta Aberta à Assembleia de Freguesia Realizada, na passada terça-feira, a Sessão de Instalação dos Órgãos Autárquicos na União de Freguesias de Glória e Vera Cruz, terminaria aí, formalmente, o mandato do quadriénio 2013-2017 na Assembleia de Freguesia, à qual muito me orgulho ter presidido. Terminado esse ciclo e iniciado o novo mandato com os recém eleitos, fruto da vontade democrática (...)
18.Out.17

Cheira a terra queimada

mparaujo
publicado na edição de hoje, 18 de outubro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Cheira a terra queimada Extintos ou em fase de extinção a totalidade dos mais de 500 fogos que se registaram entre domingo (15 de outubro) e segunda-feira (16 de outubro) Aveiro, e julgo grande parte do país a norte do Tejo, acordou ontem com um desprezível e incómodo cheiro a terra queimada. Não era para menos. A chuva que caiu durante a noite, ajudando o esforço heróico de populações, (...)
11.Out.17

Passos perdidos...

mparaujo
publicado na edição de hoje, 11 de outubro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Passos perdidos... Apesar da minha condição de militante social-democrata não é nenhuma novidade, já por diversas e distintas vezes o afirmei, que não nutro por Pedro Passos Coelho, enquanto (ainda) líder do PSD, qualquer empatia ou simpatia ou afinidade. Zero. Poderei, sem grande constrangimento, reconhecer o esforço e o empenho governativo durante o período de ajustamento e do resgate externo (...)
08.Out.17

O impacto nacional das autárquicas

mparaujo
publicado na edição de hoje, 8 de outubro, no Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos O impacto nacional das autárquicas Por mais particularidades que queiramos encontrar nas eleições autárquicas há, forçosamente, uma leitura nacional (ou várias consoante os contextos). Não é só de hoje, da conjuntura actual, basta recordar, por exemplo, a demissão do então Primeiro-ministro António Guterres depois do desaire socialista nas eleições autárquicas de 2001. E por mais (...)
27.Set.17

Repensar o Poder Local

mparaujo
publicado na edição de hoje, 27 de setembro, do Diário de Aveiro Debaixo dos Arcos Repensar o Poder Local Estamos a pouco mais de quatro dias das eleições autárquicas de 2017, volvidos que são 41 anos desde o primeiro acto eleitoral que se registou em dezembro de 1976. Seria intelectualmente desonesto não reconhecer o papel que o Poder Local desempenhou na consolidação da democracia, no desenvolvimento do país e das comunidades (municípios e freguesias). Papel que ainda hoje, (...)
24.Set.17

O presente envenenado

mparaujo
publicado na edição de hoje, 24 de setembro, do Diário de Aveiro Debaixo dos Arcos O presente envenenado Factos: a notícia que deu conta que a agência Standard & Poor's reviu o rating atribuído a Portugal atribuindo-lhe uma nova notação (BBB-) acima do chamado "lixo" é, objectivamente, uma excelente notícia para o país. Ponto. Podíamos ter ficado por aqui mas a verdade é que a política portuguesa, aliada ao particular momento eleitoral, teima em desvirtuar este (...)
17.Set.17

O IMI eleitoralista

mparaujo
publicado na edição de hoje, 17 de setembro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos O IMI eleitoralista Arrancou, este fim-de-semana, o período oficial da campanha eleitoral para as autárquicas de 2017 que se realizarão no próximo dia 1 de Outubro (haja ou não “jogos da bola”). É o período de presença assídua nas ruas, as arruadas e outras acções de campanhas, os comícios, as bandeirinhas, os isqueiros, as esferográficas, os aventais e os bonés… é o chamado “tudo (...)
13.Set.17

Ponto Final. A última “epístola”

mparaujo
publicado na edição de hoje, 13 de setembro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Ponto Final. A última “epístola” Meu caro Bispo… já não lerá esta e também já não escreverei mais. Dos “monólogos” com D. António Marcelino às “Epístolas” que trocámos, a vida (ou o fim da mesma) colocou um definitivo ponto final. Em função das circunstâncias, das realidades e dos contextos, uma década pode parecer muito tempo, uma eternidade ou tempo nenhum. (...)
06.Set.17

Dever cumprido... até sempre.

mparaujo
(foto da tomada de posse... Assembleia de Freguesia Glória e Vera-Cruz - 18/10/2013) publicado na edição de hoje, 6 de setembro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Dever cumprido Não é fácil adivinharmos o futuro; aliás afigura-se, a qualquer ser humano, impossível. Daí a expressão comum «nunca digas nunca». No entanto, haverá sempre a garantia daquilo que possam ser os desejos, as perspectivas e as expectativas. Praticamente concluído o mandato autárquico 2013/2017 (...)
30.Ago.17

É pró-menino e prá-menina

mparaujo
publicado na edição de hoje, 30 de agosto, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos É pró-menino e prá-menina A semana ficou marcada pela polémica entre o “azul” e o “rosa” centrada na edição, por parte da Porto Editora (mas não caso único), de dois blocos de actividades para crianças diferenciados com base no sexo (rapaz/menino, rapariga/menina). Apesar da publicação ter quase um ano (em Portugal temos sempre esta infelicidade com os delays temporais) a (...)
27.Ago.17

Apontamentos semanais (*)

mparaujo
publicado na edição de hoje, 27 de agosto, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Apontamentos semanais (*) Pena é que uma semana como a que passou incendiada nas redes sociais não tivesse sido o único palco dos incêndios em Portugal. Pelo menos estes não trariam os impactos que os reais, infeliz e tragicamente, têm espalhado. 1 A tragédia dos incêndios e dos atentados terroristas não preencheu a semana só com vítimas e destruição; houve claros impactos políticos e (...)
21.Ago.17

No tenim por

mparaujo
publicado excepcionalmente na edição de hoje, 21 Agosto, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos No tenim por (*) Os últimos e recentes momentos são de luto, de dor e de tragédia: incêndios, devastação, mortes, ataques terroristas. Foi no Pinhal Interior, no interior centro e sul do país, na Madeira, em Barcelona e em Cambrils (acrescentando-se ainda, com contornos por clarificar à hora da escrita deste texto, o atentado em Turku, na Finlândia). No caso das Ramblas e Cambrils, (...)
16.Ago.17

Para além do horizonte político

mparaujo
publicado na edição de hoje, 16 de agosto, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Para além do horizonte político Não há memória de uma silly season tão pouco politicamente silly como este período de férias político-partidárias deste ano. Em parte devido ao período eleitoral autárquico que se aproxima e que há mais de um ano tem vindo, a espaços, a animar as hostes político-partidárias, não só locais, como, em alguns casos, ampliadas, que mais não seja pelas (...)
13.Ago.17

Não é normal… felizmente.

mparaujo
publicado na edição de hoje, 13 de agosto, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Não é normal… felizmente. Na segunda-feira passada terminou o prazo para entrega das respectivas listas para as eleições autárquicas 2017 que se realizarão no próximo dia 1 de outubro. Não escasseiam polémicas, casos jurídicos, acusações e críticas político-partidárias, reclamações e recursos, mas também algumas surpresas e indignações. Acresce ainda o aproveitamento mediático do (...)
09.Ago.17

A factura há-de chegar para ser paga

mparaujo
publicado na edição e hoje, 9 de agosto, do Diário de Aveiro Debaixo dos Arcos A factura há-de chegar para ser paga Vem bem a propósito, nesta semana, a expressão que serve de resumo à entrevista de Daniel Oliveira ao jornal i. O ex-dirigente do Bloco de Esquerda afirmou que “no dia em que o Partido Socialista conseguir maioria absoluta, a geringonça acabou”. A afirmação tem acrescido impacto numa semana (há cinco dias) em que é conhecida a sondagem (...)
06.Ago.17

Os rendimentos dos portugueses

mparaujo
publicado na edição de hoje, 6 de agosto, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Os rendimentos dos portugueses (o outro lado da moeda) No comício de Verão do BE, na quarta-feira, a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, elencava um conjunto de medidas e políticas implementadas pelo Governo com a “marca política” do BE. Entre elas estava o regozijo pelo fim dos cortes salariais no tempo da Troika e pelo aumento do salário mínimo que, esperam os bloquistas, (...)