Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

20.Jan.19

O dito pelo (não) dito... (2)

mparaujo
ou, de outra forma: "nem uma coisa, nem outra... antes pelo contrário". Pedro Santana Lopes (ex-líder do PSD, ex-primeiro ministro 'nomeado' pelo PSD, ex-deputado do PSD, ex-candidato derrotado nas últimas directas do PSD e ex-militante do PSD) tem vindo a desafiar partidos à direita do PS para uma "coligação que afaste a actual frente esquerda do poder". O mesmo Santana Lopes que virou as costas ao PSD, amuado pela derrota eleitoral interna, quer agora "(re)casar-se" com o partido (...)
27.Abr.16

42 anos “depois do adeus”…

mparaujo
publicado na edição de hoje, 27 de abril, do Diário de Aveiro Debaixo dos Arcos 42 anos “depois do adeus”… Comemoramos, com especial incidência para a passada segunda-feira, o 42º aniversário do 25 de Abril de 74. Curioso é o facto de 42 anos depois de uma inquestionável libertação de Portugal de uma regime autoritário e ditatorial com 41 anos (...)
23.Mar.16

Entre a geringonça e a caranguejola

mparaujo
publicado na edição de hoje, 23 de março, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Entre a geringonça e a caranguejola Por mais horas de debate na generalidade e na especialidade, por mais que tenham sido as propostas de alteração aprovadas e rejeitadas, por mais que BE e PCP tenham afirmado que tudo não passa de “um mal menor”, por (...)
29.Nov.15

Chamo-me Democracia

mparaujo
publicado na edição de hoje, 29 de novembro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Chamo-me Democracia  «Bom dia. Chamo-me Democracia e fiz 40 anos no dia 25 de Novembro» (quarta-feira). Volvidos 40 anos após o “25 de novembro de 75” Portugal volta a viver um evidente exercício ideológico na sua realidade política nacional. Não vale a (...)
25.Out.15

A machadada presidencial

mparaujo
publicado na edição de hoje, 25 de outubro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos A machadada presidencial A legitimidade da indigitação de Passos Coelho como Primeiro-ministro é um acto da maior elevação constitucional e democrática. A legitimidade da indigitação de António Costa para Primeiro-ministro não é (...)
23.Out.15

A democracia de Cavaco Silva à moda de Rio Maior

mparaujo
Já o afirmei por diversas vezes que a legitimidade da indigitação de Passos Coelho como Primeiro-ministro seria um acto da maior elevação constitucional e democrática. Já o afirmei por diversas vezes que a legitimidade da indigitação de António Costa para Primeiro-ministro não era uma questão de inconstitucionalidade mas sim de (...)
09.Mar.13

O valor da democracia

mparaujo
O 25 de Abril de 74 trouxe duas grandes conquistas: a Liberdade e a Democracia (esta, felizmente consolidada a 25 de Novembro de 75). Mas a percepção e a concepção do valor da democracia (liberdade, respeito pela pluralidade, entre outros), volvidos quase 40 anos, estão ainda longe da esquerda "mais à esquerda" parlamentar. Felizmente que PS, PSD e CDS vão tendo o bom senso de não deixar cair o valor e o significado da democracia. E alguns exemplos são o espelho disso mesmo. 7 de abril de 1992 - Voto de pesar pelo falecimento de Salgueiro Maia (...)