Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

07.Out.17

Um recado insuspeito

mparaujo
Independentemente de concordar ou não (e quase nunca de acordo) com Carvalho da Silva é inquestionável o seu histórico político como um dos mais carismáticos líderes sindicais. E a propósito das negociações e das notícias a conta-gotas que têm vindo a público sobre o Orçamento do Estado para 2018, o antigo Secretário-geral da CGTP/IN, sem esquecer o seu passado e a sua experiência sindical, veste a pele do actual investigador em Sociologia do ISCTE-Universidade de Lisboa e (...)
27.Set.14

ainda no rescaldo do "tecnogate"

mparaujo
Após o debate quinzenal que decorreu ontem na Assembleia da República, onde, como seria de esperar, a maioria das intervenções dirigidas ao Primeiro-ministro versaram sobre o caso Tecnoforma, importa fazer uma reflexão final (a menos que surjam significativos e relevantes novos desenvolvimentos). A primeira análise foi feita aqui: "Tecnogate... Pedro Passos (...)
25.Set.14

Tecnogate... Pedro Passos Coelho tem um caso

mparaujo
Será o caso Passos Coelho vs Tecnoforma uma notícia ou uma não notícia? Acima de tudo o caso afigura-se como uma enorme trapalhada e embrulhada. Curiosamente por responsabilidade do próprio Pedro Passos Coelho e não de quem denunciou, ou da revista Sábado que publicou, um significativo conjunto de dúvidas e incertezas. E por não ter sido, imediatamente, esclarecedor dos factos denunciados. O que poderia ter passado por uma mera e simples “não notícia”, rapidamente se (...)
22.Jul.14

Procriação Fiscal

mparaujo
Os dados divulgados pelo INE e por estudos sociológicos realizados por instituições/fundações ou por comissões como a recentemente criada pelo PSD/Governo, apontam para uma realidade preocupante: a baixa taxa de natalidade em Portugal que, a par com a questão demográfica da emigração elevada e a diminuição da imigração, tem envelhecido o país. Nos últimos 20 anos (1994-2013) a taxa de natalidade desceu três pontos percentuais, de 10,9% para 7,9%. Se quisermos ir mais (...)
18.Abr.14

Quase metade do trabalho fica no IRS

mparaujo
Numa altura em que está prestes a terminar a primeira fase e a iniciar-se a segunda fase da entrega do IRS, afigura-se oportuna a reflexão sobre uma das principais receitas fiscais do Estado, a que incide directamente sobre o rendimento do trabalho. A primeira nota diz respeito à forma como o Governo tem agido em relação ao Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS). Em 2013, Pedro Passos Coelho afirmava que não seria possível qualquer alteração ao IRS antes de 2015 (...)
14.Out.12

Um orçamento ou um “sismo fiscal”?

mparaujo
Publicado na edição de hoje, 14 outubro, do Diário de Aveiro. Entre a Proa e a Ré Um orçamento ou um “sismo fiscal”? No dia (sexta-feira passada) em que a Assembleia da República teve o seu debate quinzenal com o Primeiro-ministro foram conhecidos muitos dos enormes, devastadores, colossais, …, agravamentos das condições de vida e de sobrevivência, já há algum tempo difíceis, da maioria dos (...)
12.Out.12

Explicar o quê?!

mparaujo
No dia em que a Assembleia da República tem o seu debate quinzenal com o Governo/Primeiro-ministro são já conhecidos muitos dos enormes, devastadores, colossais, …, agravamentos das condições de vida e de sobrevivência, já há algum tempo difíceis, da maioria dos portugueses, famílias e empresas. E por mais explicações que sejam dadas, por mais esclarecedor que o debate possa ser (o que rara ou dificilmente acontece, e muitas vezes por culpa da própria oposição, (...)
28.Ago.12

Afinal, filhos ou enteados todos "mamam".

mparaujo
É hábito e comum afirmar-se, em situações evidentes e claras de diferenciação de tratamento, desigualdade de oportunidades, por exemplo, que "uns são filhos, outros são enteados". Também é sabido que, apesar de ser absurdamente complexo e burocrático um processo de adopção (a não ser que haja dinheiro em jogo) infelizmente proliferam as situações de filhos (...)
23.Ago.12

Fui Enganado!

mparaujo
Sinto-me enganado, sinto-me completamente desiludido... O Governo errou, mentiu, enganou, iludiu! E medi bem as palavras, por quem não é de esquerda! Há muito que o Governo tenta disfarçar erros cometidos, teimosamente mantém convicções desastrosas, tenta esconder realidades e factos. Não critico a austeridade. Só por pura demagogia ideológica, por puro jogo político, por não assumirem responsabilidades governativas anteriores, é que se podia esperar que a saída da crise (...)
22.Jul.12

Uma não medida...

mparaujo
Publicado na edição de hoje, 22 de julho, do Diário de Aveiro. Entre a Proa e a Ré Uma não medida Os compromissos fiscais são (e nem se deveria colocar a questão de outra forma) um dever de qualquer cidadão contribuinte, seja a nível individual, seja como entidade/empresa tributável. A não entrega ou não declaração de valores tributáveis em sede de IRS, IRC, IMI, IVA, etc, é, portanto, punível por lei (...)