Espaço de encontro, “tertúlia” espontânea, “diz-que-disse”, fofoquice pegada, críticas e louvores, ..., é uma zona nobre da cidade, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre "tudo e nada".

06
Dez 13

A propósito do post anterior sobre o falecimento de Nelson Mandela, a Presidência da República disponibiliza publicamente a mensagem de condolências enviada por Cavaco Silva pela morte do ex-Presidente e Prémio Nobel da Paz Nelson Mandela.

A determinada altura do texto podemos ler:

Nelson Mandela deixa um extraordinário legado de universalidade que perdurará por gerações. O seu exemplo de coragem política, a sua estatura moral e a confiança que depositava na capacidade de reconciliação constituem verdadeiras lições de humanidade.

A dedicação de Nelson Mandela aos valores da democracia, da liberdade e da igualdade – nas suas palavras, “um ideal por que espero viver e que espero alcançar, mas, se necessário, é um ideal pelo qual estou preparado para morrer”

Haja pudor e vergonha... porque a história não mente.

A 20 de novembro de 1987, a Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou, com 129 votos e três votos contra, um apelo para a libertação de Nelson Mandela. Os três países que votaram contra foram os Estados Unidos, a Inglaterra e Portugal. Na altura o governo português – o XI Governo Constitucional - era liderado por Cavaco Silva, no seu segundo mandato (após as eleições antecipadas provocadas pela moção de censura apresentada pelo PRD de Ramalho Eanes) e na sua primeira maioria absoluta. Era Ministro dos Negócios Estrangeiros, João de Deus Pinheiro. Tínhamos entrado na CEE.

Mas há uma outra parte da mensagem do Presidente da República que merece relevo.

Neste momento difícil, os Portugueses juntam-se a todos quantos recordam, com respeito e admiração, a figura de Nelson Mandela.

Bem verdade. De facto, muitos portugueses, não esquecerão Nelson Mandela... e sem hipocrisa que nos pese na consciência.

publicado por mparaujo às 10:54

Morreu um dos maiores vultos da história do séc. XX.
Um dos apogeus máximos da MORAL, da ÉTICA, da POLÍTICA, do SOCIAL.

A maior voz (maior que a de Martin Luther King, com todo o respeito) contra a exclusão, o racismo, a desigualdade, pela luta pela dignidade humana e pela igualdade de direitos. Sem credos, religiões, côr, género...

Morreu Madiba.

Há quem tenha muitas histórias para contar. Há quem tenha contactado directamente com Nelson Mandela. Há presidentes (e ex), há ministros (e ex), há políticos, há figuras de "proa" das instituições internacionais e da sociedade...

Mas há, depois, uma outra certeza: há, igualemnet, as pessoas comuns, os anónimos, imensas, que têm Nelson Mandela como um dos maiores símbolos de todos os tempos da liberdade, da igualdade e da dignidade humana. Apenas pela sua história, testemunho e exemplo de vida.

R.I.P. Nelson Mandela, 1918-2013 (advogado, líder do ANC, preso nº 466/64 na prisão da Ilha Roben, 1º presidente negro da África do Sul em 27 de abril de 1994, prémio Nobel da Paz em 1993).

Mandela Day. Mandela is Free... para sempre!

publicado por mparaujo às 09:14

18
Jul 08
Happy Birthday Mr. Nelson Mandela.
Por tudo... simplesmente! Por tudo!
publicado por mparaujo às 18:00

pesquisar neste blog
 
arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

29 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30


Visitas aos Arcos
Siga-me
links