Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

04.Abr.20

Quando a idade é mais que um "posto"... é uma lição de vida.

mparaujo
Habituei-me, desde muito cedo (até por razões familiares), a olhar para Ramalho Eanes de várias perspectivas: - o (quase marechal... patente recusada pelo próprio) General, então Tenente-coronel, como um dos rostos da conquista da democracia no 25 de novembro de 1975, após um primeiro impulso e percursor trabalho do denominado "Grupo dos Nove" (Melo Antunes, Vasco Lourenço, Pedro de Pezarat Correia, Manuel Franco Charais, Canto e Castro, Costa Neves, Rodrigo Sousa e Castro, Vítor (...)
27.Mar.18

"Pavor social" a seringas

mparaujo
Por hábito, por muito bom hábito (diga-se), não costumo perder tempo com Prós e Contras. A menos que, de quando em vez, haja motivos para uma excepção, nem que seja originada por um ocasional e fortuito zaping televisivo. Aconteceu ontem... Tema do programa: Vacinação, sim ou não. Esta é uma não questão, seja do ponto de vista científico (como referiu, e bem, o bioquímico presente no painel), deseja do ponto de vista social. Do ponto de vista médico e científico a (...)
17.Fev.16

Que a memória não apague, nem esqueça.

mparaujo
Ninguém é insubstituível... embora a máxima, em relação à vida, seja, no mínimo, questionável. Mas no que respeita à sociedade (ao trabalho, à escola, ao círculo de amigos ou de acção) isso será verdade. Uns surgem, outros deixam espaços vazios, mas com mais ou menos esforço há sempre forma de substituir mesmo correndo-se o risco de não (...)
10.Out.15

irrar nem sempre é úmano...

mparaujo
Não nutro qualquer empatia por José Rodrigues dos Santos, nem como escritor e muito menos como profissional da comunicação social. Não lhe reconheço talento, nem profissionalismo. Apenas o mediatismo, tantas vezes fútil, que a própria televisão cultiva também no campo da informação. O que não me impediu por uma (...)
13.Set.15

Prós e Contra dissimulado

mparaujo
Amanhã regressa ao écran da RTP1 o programa "Prós e Contra", moderado e conduzido pela jornalista Fátima Campos Ferreira. E regressa da pior forma, demonstrando que vamos ter mais uma "temporada" de momentos hilariantes e que irão, com certeza, alimentar muito humor nas redes sociais e na opinião pública. Para segunda-feira a equipa coordenadora (...)
07.Dez.14

A semana em resumo... “As (in)definições políticas”

mparaujo
Antes da análise político-partidária a semana ficou marcada pelo braço de ferro entre a Administração da RTP e o Conselho Geral Independente, este com claro o apoio, mesmo que discreto e recatado, do Governo. Tudo por causa do anunciado concurso para a aquisição dos direitos da Liga dos Campeões para os próximos três anos. Ou melhor… a polémica em torno da Liga dos Campeões serviu de desculpa para o braço de ferro que já tinha “estalado” com o chumbo do Conselho Geral (...)
27.Nov.14

Despeço-me com amizade... R.I.P. Engenheiro

mparaujo
Faz parte das memórias... de muitas e muitas memórias. Sejam as da televisão, sejam as de infância e juventude, sejam as relacionadas com razões profissionais (mesmo que familiares). Não tenho registo de um programa ter durado tanto tempo numa televisão como o TV Rural. Com uma regularidade irrepreensível, dominicalmente, o Eng. Sousa (...)
18.Nov.14

De novo, "Por acaso..."

mparaujo
A jornalista da RTP, Fátima Araújo, vai promover três apresentações consecutivas do seu recente livro "Por acaso...". Dia 21 de novembro, pelas 21.00 horas, na FNAC do GaiaShopping, em Vila Nova de Gaia. Dia 22 de novembro, pelas 18.00 horas, na Biblioteca Municipal de S. João da Madeira. E o regresso, de novo à FNAC, (...)
19.Abr.14

RTP dá "tiro no pé"

mparaujo
A RTP, infelizmente, não pára de surpreender com a polémica em torno do programa com José Sócrates. Por mais que me queira restringir à questão jornalística, tal como o fiz em "José vs José... mais que mera polémica.", a verdade é que depois da confrontação entre as posições do provedor do espectador da RTP e do Director de Informação da televisão pública os (...)
09.Abr.14

José vs José... mais que mera polémica.

mparaujo
Tem já mais de quinze dias a polémica que envolve o espaço de comentário político que José Sócrates ocupa na RTP1, aos domingos após o telejornal. Quando Paulo Ferreira ocupava as funções de director de informação da estação pública, recordo, na altura, toda a polémica que envolveu a “contratação” do ex Primeiro-ministro. Para uns era a forma de José Sócrates acertar contas com o país e com a derrota eleitoral de 2011 e de avaliar, com conhecimento de causa, o (...)
08.Abr.14

e de repente... fazem-me falta.

mparaujo
Com a polémica José Rodrigues dos Santos vs José Sócrates (RTP) ainda recente (quer a de há 15 dias, quer, principalmente, a deste domingo passado), com os maravilhosos momentos de Marcelo Rebelo de Sousa (TVI) do género "comentário político em formato standup comedy" ("Ao longo desta crise, todos nós portugueses temos feito colonoscopias sem sedação"), com o anúncio da produção RTP2 sediada no norte... de repente dei por mim a pensar que me faz falta (provavelmente a muitos (...)
05.Mar.14

A Leste... nada de novo. (1)

mparaujo
Assim é difícil, RTP. Factos prévios: 1. Defendo a RTP como estação pública. 2. Tenho assumido, publicamente, a defesa dos profissionais da RTP e dos momentos complicados que têm vindo a viver nestes dias conturbados do grupo da estação pública de televisão e rádio. 3. São muitas as vozes críticas em relação à continuidade da RTP como empresa pública e significativas as vozes que se posicionam a favor da sua privatização. Entre os principais argumentos encontram-se os (...)
03.Fev.14

Não fazer “puto”…

mparaujo
Tudo indica que será esta semana, em princípio no dia 7 de fevereiro, que a Assembleia da República discutirá os novos estatutos da RTP, bem como consequentes revisões da Lei da Televisão e da Lei da Rádio. Para já, a “novidade” (se é que haverá algo que mude a influência do poder tutelar na RTP) é a criação de um Conselho Geral que surgirá rotulado de (...)
08.Jan.14

O país do entretém…

mparaujo
Nós somos, de facto, um país sui generis. E por mais que nos colem os latinos ou nos colem pelas áfricas e américas por onde navegámos e estivemos durante séculos, a verdade é que os portugueses são ÚNICOS. Para o bem e para o mal. E quer na tristeza, quer no sofrimento, quer nos sacrifícios, não há nada que nos tire o humor. Ainda dizem que o Brasil é que é a (...)
03.Out.13

De Madrid, para a RTP e para sempre.

mparaujo
Apesar do desfasamento temporal, não quero deixar de prestar a minha homenagem a VASCO LOURINHO. Durante cerca de 20 anos era inconfundível a sua presença nos écrans da RTP sempre que surgiam notícias do outro lado da fronteira. Vasco Lourinho faleceu aos 71 anos, na noite da passada terça-feira. Mas não morreu a memória do seu trabalho, o inconfundível sotaque e a mistura fonética entre português e castelhano. Terminava sempre as suas peças com a frase "Vasco Lourinho, de (...)