Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

Debaixo dos Arcos

Espaço de encontro, tertúlia espontânea, diz-que-disse, fofoquice, críticas e louvores... É uma zona nobre de Aveiro, marcada pela história e pelo tempo, onde as pessoas se encontram e conversam sobre tudo e nada.

20.Jul.20

Lembrar Santa Bárbara só quando troveja

das coerências políticas (ou da falta dela) aos seus aproveitamentos mediáticos.

mparaujo
Daquelas razões políticas que a própria razão política desconhece. Aos anos que a Holanda é Holanda... desde a Comunidade do Carvão e do Aço. São generalizadas as críticas ao comportamento do Primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, nas negociações do Apoio Europeu à crise da pandemia no seio do Conselho Europeu. Mesmo que para tal se esqueçam, convenientemente, a Suécia, a Finlândia e a Dinamarca, pelo menos. Basta de ilusionismo política carregado de populismo. Sejamos, (...)
31.Jan.20

Orgulhosamente sós... See you later!

mparaujo
O Brexit passou à história... segue-se o "day after". O Reino Unido deixa hoje, definitivamente, a União Europeia às 23h00 portuguesas e inglesas (fuso GMT) e às 24h00 da União Europeia. O Brexit pode, finalmente, abrir o champanhe, sem, no entanto, recordar que "a procissão ainda vai no adro" e que há muito ainda por discutir até ao final de 2020 (pelo menos). Para já, há duas questões incontornáveis? Quem perde mais com a saída do Reino de Sua Majestade da UE? O que (...)
03.Nov.19

A minha proposta é melhor que a tua... as vidas que se lixem.

mparaujo
Há um elefante no meio da sala que a muitos teimam não ver. O mundo está, hoje, numa perigosa escalada de instabilidade e conflitualidade social ou de contestações governativas. Veja-se o que se passa na América do Sul (Chile, Bolívia, Equador, Guatemala), no Médio Oriente (Líbano, Iraque, Iémen) ou em África (Etiópia, Argélia, Sudão, Burkina Faso, Somália, Ruanda, Zimbabwe, Líbia), na Ásia (Hong Kong). E, claro, o conflito internacional mais "mediático": Síria. Outra (...)
20.Out.19

Londres ou Barcelona? Quem está mais próximo...

mparaujo
Do ponto de vista métrico, o óbvio: Barcelona fica a cerca de 1150 kms e Londres a 2030. Mas há outra distância que importa considerar e medir: a política e social. O Brexit espelha muito mais que um simples abandono do projecto europeu por parte do Reino Unido. Reflecte a necessidade urgente de se repensar a União Europeia, coincidente com o adiamento do alargamento à Macedónia do Norte e à Albânia, seja pela reavaliação do projecto europeu em si mesmo, seja no (...)
15.Set.19

Ligeiramente atrás (3 meses, precisamente)

mparaujo
Regressemos ao pós-eleições Europeias 2019. Da vitória expressiva (pré)anunciada pelo PS ao abismo e afundamento do PSD, restou o sabor a "poucochinho". Dos cerca de 4% de votos conquistados, em relação a 2014, pelos socialistas resultou a eleição de 9 eurodeputados (e não 10 como esperado), mais 1 que nas anteriores eleições. Dos cerca de 2,48% a mais dos votos somados (PSD e CDS, já que em 2014 tinham concorrido coligados - 27,73% contra os 30,21% em 2019) resultou a (...)
16.Jul.19

Parlamento Europeu: "Ora bolas!!!" ... 1, 2, 3 e 4

mparaujo
O Parlamento Europeu escolheu, hoje, por uma margem reduzida (383 votos a favor, 327 contra, 22 abstenções e 1 nulo) o sucessor, ou neste caso, a sucessora de Jean-Claude Juncker para presidir à Comissão Europeia: a alemã, democrata-cristã, Ursula Von der Leyen (vice-Presidente da CDU e Ministra da Defesa do governo da Chanceler Angela Merkel). A tomada de posse da nova líder da Comissão deverá acontecer em novembro deste ano, faltando ainda a escolha dos 27 comissários europeus. Apes (...)
03.Jul.19

A "vitória moral europeia" de António Costa

mparaujo
Apesar de alguns dos resultados das negociações de bastidores na União Europeia necessitarem do escrutínio final são já conhecidas as atribuições de alguns cargos e as propostas de nomes para outros. Quer numa circunstância, quer noutra, há, no entanto, um facto inquestionável: o eixo franco-germânico continua a dominar a política e a economia da Europa (com todo o afundar do peso britânico com o processo do Brexit), ao qual se junta a actual capacidade negocial de países (...)
26.Mai.19

Reflexão em noite Europeia

mparaujo
Os dados/factos (aproximados, face ao que é conhecido e divulgado na hora em causa): PS - 34,6% (9 eurodeputados) PSD - 25,4% (6 eurodeputados) BE - 9,4% (2 ou 3 eurodeputados) CDU - 6,7% (1 eurodeputado) CDS - 6,2% (1 eurodeputado) PAN - 5,0% (1 eurodeputado) Abstenção - 69% As reflexões... Nota 1 - Em política é muito fácil cair na tentação de transformar derrotas em vitórias ou sobrevalorizar as vitórias. Pela democracia, isso não cabe aqui. Apenas a análise dos factos. Not (...)
13.Dez.17

A Líbia a "ferros"... com a mão da Europa

mparaujo
Nas várias reflexões e análises aqui feitas sobre a questão dos Refugiados e das milhares de vítimas que preenchem os fundos do Mediterrâneo, sempre defendi que a União Europeia (e a própria comunidade internacional) não está isenta de responsabilidades pelo que se passa nos vários pontos do globo (médio oriente, norte e centro África, como exemplos) e pela realidade vivida por milhares de pessoas. Também não foi isenta de críticas a União Europeia por causa do deplorável (...)
31.Mai.17

Os falsos moralismos

mparaujo
não publicado na edição de hoje, 31 de maio, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Os falsos moralismos Decorreu, no final da passada semana, a Cimeira da NATO que reuniu os principais países na Bélgica. Entre os vários acontecimentos destaca-se o discurso do Presidente dos Estados Unidos que, entre outros temas e outras críticas, aborda a questão dos refugiados. Só que, à “boa maneira” de Donald Trump, a questão, fruto da recente vivência trágica dos acontecimentos em (...)
14.Mai.17

Os suspiros eleitorais europeus

mparaujo
publicado na edição de hoje, 14 de maio, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Os suspiros eleitorais europeus O final do ano passado e o presente ano na Europa têm a marca de processos eleitorais importantes e relevantes para os Estados e para a União Europeia: o ano passado terminou com as eleições presidenciais austríacas e o ano em curso abriu com as legislativas holandesas. Até ao final do ano há ainda espaço para que os cidadãos franceses (legislativas em junho), (...)
12.Abr.17

da impunidade... estamos todos chocados.

mparaujo
Rasgaram-se vestes, proliferaram as críticas, multiplicaram os ódios e o humor, devido à afirmação do actual presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, direccionadas aos chamados países do Sul da Europa a propósito de défices e de contas públicas. Na altura, com mais ou menos vírgula, com melhor ou pior tradução à letra, Jeroen Dijsselbloem afirmou que no Sul da Europa de gastava o dinheiro em "mulheres e copos" e depois "se pedia ajuda" financeira. Exaltaram-se (...)
02.Abr.17

Brexit consumado. E agora?

mparaujo
publicado na edição de hoje, 2 de abril, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Brexit consumado. E agora? Bem a propósito, “e vem-nos à memória uma frase batida: hoje é o primeiro dia do resto da tua vida”. A expressão repetida ao longo da música “O primeiro Dia” de Sérgio Godinho não podia espelhar melhor a realidade da actual conjuntura política que a União Europeia atravessa no seguimento do referendo de há um ano (24 de março de 2016) que ditou o Brexit do (...)
21.Mar.17

Obviamente... demita-se e peça desculpa

mparaujo
Para fundamentar uma eventual solidariedade dos restantes países da Europa, nomeadamente do norte, à crise que assolou os países do sul (Portugal, Espanha, Itália e Grécia) e à necessidade destes fazerem frente aos seus desequilíbrios orçamentais e das suas contas públicas, o ministro das Finanças da Holanda e actual presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem argumentou publicamente que é inconcebível "gastar dinheiro em mulheres e copos e depois vir pedir ajuda". Duas notas... I.
05.Fev.17

Notas Dominicais... (3)

mparaujo
A discussão apresenta-se interessante e pertinente. Quem ganhará mais e quem perderá mais com a administração de Donald Trump? Quais os seus impactos? O proteccionismos económico de Trump poderá virar o feitiço contra o feiticeiro e criar significativos embaraços à economia norte-americana e à actual estruturação económico-financeira mundial. Por outro lado, afigura-se evidente que, em termos políticos e sociais (internos e externos), as suspeitas e as perspectivas de um (...)
31.Jan.17

antevisão de "Trump e os telhados de vidro europeus".

mparaujo
A presença da historiadora Irene Pimentel as notícias das 21, na SIC Notícias, há cerca de uma hora fez-me antever o texto da edição de amanhã do Diário de Aveiro, sobre a infelicidade dos Estados Unidos e do Mundo em ter na administração Donald Trump. Dirão alguns, com razão, que é a democracia e que, apesar de tudo (e mais alguma coisa) há que saber respeitar a vontade da maioria dos eleitores que votaram nas últimas eleições presidenciais norte-americanas. Não o (...)
23.Nov.16

Efeito sistémico na Europa

mparaujo
publicado na edição de hoje, 23 de novembro, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Efeito sistémico na Europa A Europa viverá ainda no final deste ano e particularmente em 2017 uma pressão eleitoral significativa, massiva, com resultados imprevisíveis mas que reservam, desde já, alguma inquietação e desassossego quanto ao futuro da União Europeia tal (...)
04.Set.16

Que a memória não se apague...

mparaujo
Fez esta sexta-feira passada um ano que o mundo olhava para esta foto com um misto de estupefacção, raiva, emoção, inquietude... de dor. Mas simultaneamente com muitas interrogações, críticas, o apontar de responsabilidades ao fundamentalismo religioso e político, ao estado islâmico, à Síria, à União Europeia, aos Estados Unidos. Mas acima de tudo a (...)
31.Jul.16

Não há almoços grátis

mparaujo
publicado na edição de hoje, 31 de julho, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Não há almoços grátis Entre uma significativa catadupa de atentados e crimes hediondos na Alemanha, França, Iraque, Síria, Afeganistão, Somália, Suécia, a título de exemplo, um verão escaldante (que este fim-de-semana parece quer (...)
20.Jul.16

Virado do avesso

mparaujo
publicado na edição de hoje, 20 de julho, do Diário de Aveiro. Debaixo dos Arcos Virado do avesso As recentes semanas têm sido, passe a expressão, de “loucos”. E não me refiro propriamente aos inúmeros e impensáveis sucessos desportivos que têm sido conquistados nos diferentes campeonatos europeus e mundiais nas mais diversas e distintas (...)